Formada pela Universidade Estadual de Londrina em Arquitetura e Urbanismo, Nicolle Queiroz fundou seu escritório em 2018 na cidade de José Bonifácio/SP após ter estagiado e trabalhado em dois escritórios londrinenses renomados. Durante sua formação, morou no Canadá, cursando matérias em OCAD-U, faculdade artística de Toronto. Com especialização em projetos comerciais e interiores residenciais, tem a missão de trazer muita inovação, beleza e transformação para a arquitetura do interior de São Paulo.

1)  Nicolle, quais suas referências e inspirações? 

Por mais que existam arquitetos nacionais e internacionais que admiro muito, minhas referências vem sempre de algo que já vivi ou já estudei, algo palpável que sei que pode ser construído e concretizado. Pode parecer limitado, mas pelo contrário, sou fanática por inovações e isso que me incentiva a estudar cada dia mais, criando algo quase que exclusivo para cada cliente. Com isso, digo que minhas inspirações são minhas viagens, viajando esfrio a cabeça, mas de modo que vou arquivando em meu cérebro a arquitetura de cada novo lugar que passei, por mais simples que seja, sempre há algo a ser aprendido e relembrado.

2) A arquitetura tem o poder de transformar?

Com certeza, o papel da arquitetura é exatamente este: transformar espaços. Essa transformação começa desde uma persiana que barra o Sol em uma janela, podendo trazer mais sombra e aconchego para o local, até um terreno baldio que vira um prédio de 100 andares. O mais incrível destas transformações é como a arquitetura tem o poder de impactar a vida de cada pessoa ou até de uma sociedade inteira. Há pesquisas que mostram como as pessoas são mais felizes em ambientes mais coloridos, contrapondo com os tons acinzentados de uma cidade, não é à toa que uma escola lida com tantas pinturas e cores.

3) Sem muito dinheiro é possível ter acesso à boa arquitetura, decoração e design de interiores?

É possível sim. Infelizmente a arquitetura é associada, muitas das vezes, a algo de luxo, porém ela é tão necessária quanto comer alimentos saudáveis. Tenho certeza que todo mundo já entrou em uma casa simples, com móveis tradicionais e um bom cheirinho de café, quem disse que a arquitetura não está ali? O que acontece é que, as vezes, precisamos investir um pouco mais em alguns materiais para que a nossa casa ou os móveis sejam mais duradouros.

5) Qual sua sensação quando uma obra fica pronta?

Um pouco clichê, mas totalmente verdade, eu sinto como se estivesse realizando um sonho. Não é incrível concretizar um desejo? Agora imagina você ter a missão de realizar o sonho de alguém, é uma espécie de gênio da lâmpada, bem mais complexo é claro, pois não acontece em um passe de mágica (rsrs).

6) O estilo do morador influencia na arquitetura?

Eu sempre digo para meus clientes que o projeto deve ter a cara deles, eu apenas os auxilio a chegar na melhor solução.

7) Qual será o futuro da arquitetura diante de tanta evolução tecnológica?

Pela arquitetura também ser arte, como a pintura, a literatura, o cinema, existem períodos de recusa ao novo, ao recente, e épocas de total contemplação às novas tecnologias, ocorrendo o esquecimento das tradições. Eu acredito que, como tudo na vida, deve-se ter moderação. A arquitetura deve aderir sim às novas tecnologias, mas não esquecendo dos benefícios que o antigo nos traz. Por exemplo, há construções atuais que utilizam tantos materiais sintéticos que parecem que robôs morarão ali e não humanos, fica uma casa fria, sem vida, ao meu ponto de vista é claro.

8) O empreendedorismo é o que move o país?

Se não o que move, o que, com certeza, moderniza e atualiza o país. Como todo bom empreendedor, ter um diferencial é o que destaca e com isso o mercado tem se aprimorado cada dia mais, não só para vencer a concorrência, mas para ser referência no que se faz.

 

9) Um lugar no mundo?

Qualquer pôr-do-sol bem contemplado/ Salar de Uyuni- Bolívia.

10) Um filme?

A chave Mágica.

 

11) Uma frase?

“Digo: o real não está na saída nem na chegada: ele se dispõe para a gente é no meio da travessia.” (Guimarães Rosa)

12) Um hobby?

Ser equipe em Campeonato de Balão.

13) Uma série?

A Casa de Papel.

14) Um sonho?

Ser mãe.

15) Uma viagem inesquecível?

África do Sul.

16) Um lema de vida?

Viva hoje, aproveite cada momento, amanhã pode ser tarde demais.

17) Uma palavra que define Nicolle Queiroz?

Intensa.